PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

quinta-feira, maio 16, 2013

QUEM LÊ TANTA NOTÍCIA?

SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS

16 de maio de 2013

O Globo

Manchete: Revolução na medicina - Cientistas americanos clonam embrião humano
Células-tronco obtidas na experiência são capazes de regenerar tecidos e órgãos

Especialistas questionam ética de procedimento e temem seu uso para gerar clones humanos

Dezesseis anos após a clonagem da ovelha Dolly, cientistas conseguiram obter embriões humanos clonados, num feito que promete revolucionar a medicina personalizada. O objetivo da experiência era gerar células-tronco embrionárias - aquelas capazes de regenerar tecidos e órgãos. Para os cientistas da Universidade de Ciência e Saúde do Oregon, nos EUA, este é o um primeiro e fundamental passo para produção de células nervosas, hepáticas e cardíacas, entre tantas outras, com a mesma marca genética do paciente; ou seja, sem rico de rejeição. Críticos questionam a ética da manipulação de embriões e temem que a técnica seja usada para gerar clones. Outros dizem que já há tecnologias para se obter células embrionárias. (Págs. 1 e 31)

O efeito Angelina Jolie

Câncer cresce em mulheres jovens, mas mamografia só é recomendada com histórico familiar; revista afirma que atriz vai retirar os ovários. (Págs. 1 e 32)
MP dos Portos: governo joga última cartada
Após horas de discussão, ainda faltavam sete emendas para serem apreciadas na Câmara

Um dia depois de ter trabalhado para derrubar a emenda de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que reunia quatro pontos em que o governo cedia, deputados corriam para tentar aprovar a MP 595, que moderniza os portos. O texto precisa ser votado hoje no Senado para não perder a validade. Uma das medidas "reeditadas" limita a renovação de contratos nos novos terminais privados. Às 22h, ainda faltavam sete emendas. (Págs. 1, 19 a 21, Míriam Leitão, Merval Pereira e editorial "Fisiologismo cobre seu preço")

Burocracia e custos altos

À espera da modernização do setor, empresários e trabalhadores que dependem dos portos criticam preços altos e burocracia.

Votação expõe como a base está dividida
Após dias de desencontros na Câmara, o governo se esforça para evitar que o PMDB, da base, se sinta traído com a derrota de Eduardo Cunha (RJ).
História de pescador: Deputado quer pescar em reserva
Alegando defender interesse de pescadores - o que eles negam -, o deputado Jair Bolsonaro entrou com mandado de segurança para praticar a pesca amadora na Estação Biológica de Tamoios, em Angra dos Reis, unidade de conservação federal de proteção integral. (Págs. 1 e 9)
Píer em Y vai piorar trânsito
Designers afirmam que píer de Docas interromperá fluxo na futura Via Expressa. (Págs. 1 e 18)
Comissão da Verdade: Tortura com nome e endereço
Após um ano de atuação, a Comissão da Verdade revelará centros de tortura clandestinos usados pela repressão e nomes de agentes da ditadura que atuavam nesses locais. (Págs. 1 e 3)
Reeleição na Bolívia: Morales tem aval para 3º mandato
O Congresso boliviano deu ao presidente Evo Morales o direito de disputar a segunda reeleição. Irritada, a oposição prometeu processar os juízes do Tribunal Constitucional. (Págs. 1 e 30)
Espionagem nos EUA: Ofensiva de Obama minimiza estragos
O presidente anunciou a saída do diretor da Receita e defendeu uma lei de proteção a jornalistas para conter os escândalos de espionagem. (Págs. 1 e 28)
Um sonho que ficou pelo caminho
Torcedor dos EUA morre atropelado em jornada a pé até o Brasil para ver a Copa

O torcedor americano Richard Swanson, de 42 anos, morreu atropelado ontem, em Lincoln City, no Oregon, no 15º dia de sua caminhada de Seattle até São Paulo, onde assistiria à abertura da Copa no Brasil. Em sua jornada de 16.000 km, Swanson chegaria na dia 12 de junho de 2014. Nenhuma queixa foi apresentada contra o motorista da picape que o atropelou. (Págs. 1 e Caderno Esportes)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Governo já prepara vetos a mudanças na MP dos Portos
Deputados ainda votavam emendas ontem à noite; texto tem de passar hoje no Senado.

O Palácio do Planalto já prepara vetos a pontos com os quais não concorda na Medida Provisória dos Portos. “Emenda de prorrogação automática não passa. Será vetada”, afirmou a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil). Em mais um dia tumultuado, a Câmara retomou ontem a votação das emendas ao projeto. Os parlamentares passaram a madrugada em plenário, mas pouco avançaram. No início da noite, após sete horas de manobras do PSDB e do DEM para atrasar a votação, foi aprovada uma emenda do petista Sibá Machado (AC) que mantém nas mãos do Executivo o poder de decidir se renova ou não os contratos de arrendamento firmados após 1993. A aprovação agilizou o processo porque derrubou cinco emendas da oposição com teor semelhante. A MP dos Portos tem de ser votada até a noite de hoje no Senado para não perder a validade. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

Célula-tronco humana é criada com clonagem
Pesquisadores americanos anunciaram ontem que conseguiram clonar embriões humanos para a produção de células-tronco. O objetivo é usar as células para fins terapêuticos, não para clonar seres humanos. A técnica é essencialmente a mesma usada na ovelha Dolly, em 1996.

Brasil proíbe técnica
Clonagem de embriões humanos é proibida no Brasil. Lei permite pesquisa com célula de embrião congelado. (Págs. 1 e Metrópole A16)

Após grampo, EUA podem ter lei para sigilo de fontes
O procurador-geral dos EUA Eric Holder, afirmou a deputados que os grampos na Associated Press envolviam questão de “segurança nacional”. Para abafar o escândalo, a Casa Branca quer retomar projeto que garante sigilo de fontes jornalísticas. O presidente da AP, Garry Pruitt, disse ao Estado que o caso não é uma questão política.

Garry Pruitt: Presidente da Associated Press

“(O grampo) Foi algo ilegal, contra a liberdade de imprensa". (Págs. 1 e Internacional A10)
PF acha bengalis vítimas de quadrilha
A Polícia Federal localizou em Brasília grupo de 80 cidadãos de Bangladesh vítimas de uma quadrilha suspeita de tráfico internacional. O esquema de imigração ilegal envolveria frigoríficos, lava-rápidos e empresas de construção civil brasileiros. (Págs. 1 e Política A8)
Marina diz que Feliciano sofre preconceito e causa polêmica
Declarações da ex-ministra Marina Silva defendendo o pastor Marco Feliciano (PSC-RJ), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, provocaram polêmica ontem nas redes sociais. Marina, que também é evangélica, afirmou que ele “está sendo criticado por ser evangélico, e não por suas posições políticas equivocadas”. Ela diz que foi mal interpretada. (Págs. 1 e Política A4)
Direto da fonte
Circula reservadamente: Serra sairá do PSDB até o fim da semana, informa Sonia Racy. Consultado, o tucano negou. (Págs. 1 e C2)
Chefe de Comissão acusa militares
A nova coordenadora da Comissão Nacional da Verdade, Rosa Maria Cardoso, disse que as Forças Armadas desafiam as investigações de crimes cometidos na ditadura. (Págs. 1 e Política A6)

SP: 2 casamentos gays a cada 3 dias
O Estado de SP teve 2 casamentos gays a cada 3 dias no 1.° trimestre. Anteontem, o CNJ determinou que cartórios do País façam a união de pessoas do mesmo sexo. (Págs. 1 e Metrópole A18)
Eugênio Bucci: Dois Joaquins
O primeiro Joaquim Barbosa é um juiz bravo, preparado, rabugento e honesto. O segundo não gosta muito da imprensa que celebrizou o primeiro. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Notas & Informações: Cinco anos perdidos
Os brasileiros têm motivos para lamentar a perda de cinco anos desde a última licitação de petróleo. (Págs. 1 e A3)
Suspensa importação de rémedio de diabete (Págs. 1 e Metrópole A17)

Verissimo: Cães de guerra
A discussão entre os que dizem que salvaram o Brasil e os que querem a verdade parece um diálogo se surdos. O grande mudo é a instituição militar. (Págs. 1 e Caderno 2 C10)
Viagem: Especial Copa das Confederações
Rio, Brasília, Salvador, Belo Horizonte, Fortaleza e Recife. Conheça roteiros imperdíveis nas cidades-sede que fazem a prévia da Copa. (Págs. 1 e Viagem Especial)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Quadrilha explorava asiáticos em regime escravo
Em Samambaia, aliciadores mantinham 80 imigrantes ilegais de Bangladesh em condição degradante. PF investiga tráfico internacional

A Operação Liberdade, da Polícia Federal, desarticulou a ação de um grupo que organizou um esquema de trabalho clandestino no DF. Os imigrantes aliciados vieram ao Brasil com a promessa de ganhar US$ 1,5 mil em trabalho digno, mas encontraram desemprego e condições degradantes de moradia. Estrangeiros insistem em ficar no Brasil. (Págs. 1 e 22)
Senado aprova 6.818 cargos no Executivo
Projeto de lei permite a contratação de profissionais nas áreas de ciência e tecnologia. A proposta segue para a sanção da presidente Dilma Rousseff. (Págs. 1 e 13) 
Congresso: MP dos Portos, a batalha final
Embate sobre a modernização do sistema portuário começa hoje no Senado Federal, com risco de a medida provisória caducar. Oposição promete obstruir a votação, mas o Planalto prepara a base aliada para acionar o trator em plenário. Em outra frente, governistas estudam recorrer a vetos presidenciais após a batalha no Congresso. (Págs. 1 e 2)
Embriões a partir da pele
Cientistas obtêm um embrião humano com tecidos epiteliais e óvulo não fecundado. A descoberta gera células-tronco, que podem ser usadas em terapias regenerativas. (Págs. 1 e 20)
Casamento gay já é realidade em Brasília
Desde junho de 2012, quase um ano antes da decisão do CNJ, os cartórios do DF emitiram 79 certidões de união civil entre homossexuais. Uma passeata LGBT parou ontem o trânsito na Esplanada. (Págs. 1, 4 e 21)
Crescem as denúncias de pedofilia
Nos primeiros quatro meses do ano, o programa Disque 100 do governo federal recebeu mais de 12 mil queixas de exploração sexual infantil de todo o país. O DF lidera em número de reclamações. (Págs. 1 e 8)
Bolívia abre caminho para reeleger Evo (Págs. 1 e 16)

Em busca de um recorde no Brasileirão
Caso todos os ingressos sejam vendidos para o jogo entre Flamengo x Santos, no dia 26, a renda poderá passar de R$ 6,6 milhões, a maior da história do futebol brasileiro. Ontem, os tapumes que cercavam o Estádio Nacional foram retirados para a inauguração, no sábado. (Págs. 1 e Superesportes 6 e 7)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico

Manchete: Minoritários ganham força nas decisões das empresas
Nunca a participação de acionistas minoritários foi tão expressiva nas assembleias das companhias abertas quanto neste ano, deixando de lado a impressão de que essas reuniões são apenas eventos burocráticos, pouco acompanhados pelos acionistas.

O Valor examinou 110 atas de assembleias em que houve mudanças em conselhos de administração e/ou fiscal. Pelo menos metade delas relata solicitações de minoritários para eleger representantes. Em outros casos, apesar de não necessariamente destacadas nas atas, as chapas indicadas já surgiram a partir de consensos prévios entre todos os acionistas.Também cresceram as solicitações para voto múltiplo e os pedidos públicos de procuração. (Págs. 1, D2 e D3)
BTG amplia atuação em commodities
O BTG Pactual vai criar uma megaestrutura para atuar na negociação de commodities, apurou o Valor. O projeto prevê, de um lado, a criação de uma trading nos moldes de grupos como a Mitsubishi. De outro, a atuação do banco na operação de derivativos será reforçada.

Londres, Nova York e São Paulo serão as bases do BTG nessa área. A operação terá presença em oito países, praticamente os mesmos em que o banco tem escritórios, e já foram reservados pelo menos US$ 300 milhões para a empreitada. Em São Paulo, o comando da nova área ficará a cargo de Ozeias Oliveira, e, em Londres, de Ricardo Leiman. Ambos são egressos da trading chinesa Noble Group. O BTG Pactual também reforçou a equipe de analistas para essa área, afirmam fontes de mercado. Procurado pelo Valor, o banco não comentou seus planos. (Págs. 1 e C1)

Itautec deixará a produção de computadores
A Itautec fechou acordo com a Oki Eletric Industry, do Japão, para criar uma nova companhia que agrupará as divisões de automação bancária, comercial e de serviços de tecnologia da empresa brasileira. A Itautec vai encerrar gradativamente as atividades de sua unidade de computadores. A empresa brasileira receberá R$ 100 milhões e terá 30% na nova companhia. A busca da Itautec por um parceiro estratégico coincidiu com o interesse da Oki de entrar no mercado brasileiro de automação.

O fim do negócio de computadores da Itautec encerra um período iniciado em 1984, quando entrou em vigor a primeira Lei de Informática. Era a única sobrevivente das dezenas de empresas criadas sob a reserva de mercado. (Págs. 1 e B1)

Fungo debilita a indústria de café gourmet
Um fungo alaranjado chamado roya, ou ferrugem do café, é hoje o pesadelo dos cafeicultores da América Latina. Ele está prejudicando a produção e estima-se que vai causar prejuízos de US$ 500 milhões e eliminar 374.000 empregos na safra deste ano, afirma a Organização Internacional do Café.

O roya está tomando escassos alguns dos grãos de café mais apreciados do mundo e elevando seus preços. Algumas variedades de café da Guatemala custam agora US$ 0,70 a libra (US$ 1,54 o quilo) a mais que no contrato de referência mundial negociado na bolsa de commodities da IntercontinentalExchange. (Págs. 1 e B11)

Bacia do Tapajós tem potencial para 40 projetos hidrelétricos
Inventários sobre o potencial energético da bacia do Tapajós, entre os Estados do Amazonas, Mato Grosso e Pará, indicam que seria possível construir na região mais de 40 usinas hidrelétricas, com capacidade para geração de 28 mil megawatts, sendo 7 no Tapajós, 29 no Juruena e 6 no Teles Pires.

Isso não significa que todas serão construídas, mas oito já estão incluídas nos planos até 2021. “O potencial hidrelétrico, da mesma forma que a biodiversidade, é uma riqueza”, diz o presidente da Empresa de Planejamento Energético (EPE), Mauricio Tolmasquim, e o desafio “é construir preservando o máximo possível”. (Págs. 1 e A16)
Aeroportos em leilão atraem 20 grupos
Pelo menos 20 companhias estudam os ativos e conversam nos bastidores para o leilão dos aeroportos do Galeão (RJ) e Confins (MG), marcado para setembro. Dos 11 grupos que disputaram o último leilão do setor, ocorrido em 2012, todos têm empresas representantes entre as interessadas na nova rodada de licitação. Segundo o Valor apurou, a operadora americana de aeroportos ADC&HAS firmou parceria com a construtora brasileira Fidens, repetindo o consórcio formado no último leilão. As duas têm Confins como foco e ainda procuram um terceiro parceiro, ligado à área financeira.

Nos bastidores é dado como certo que a construtora Queiroz Galvão se aliará de novo à espanhola Ferrovial, que já decidiu participar dos leilões. Na disputa está também o consórcio entre Carioca Engenharia e GP Investimentos com duas operadoras estrangeiras — Schiphol, que administra o aeroporto de Amsterdã, e Aéroports de Paris (ADP), que gere ativos como o Charles de Gaulle. (Págs. 1 e B10)

Justiça para obras do Comperj
As obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) foram paralisadas ontem por decisão da Justiça Federal, que anulou as licenças ambientais do empreendimento. (Págs. 1 e B9)

Térmicas do Bertin
O grupo Bertin obteve liminar que afasta uma multa mensal de RS 120 milhões aplicada pela Aneel pelo atraso na entrega das seis usinas térmicas na Bahia e ganha novo prazo. (Págs. 1 e B10)
Mais Investimento nas rodovias
Enquanto prepara novos leilões no setor, o governo federal negocia com as concessionárias de rodovias investimentos que não estavam previstos nos contratos originais. Só a CCR teria R$ 3 bilhões adicionais. (Págs. 1 e B10)
Aliança quer navio nacional
A Aliança Navegação planeja construir no país quatro navios de contêineres até 2017. Líder na cabotagem brasileira, a companhia está renovando sua frota de oito embarcações e teve de importar as quatro primeiras por falta de espaço nos estaleiros locais. (Págs. 1 e B10)

BRF capta US$ 750 milhões
A BRF captou cerca de US$ 750 milhões em duas emissões de dívida no mercado externo — uma em dólares e outra em reais. Nas duas tranches, pagou o menor custo da história entre as companhias brasileiras para emissões equivalentes. (Págs. 1 e C3)
Carreira de vento em popa
Aumento dos investimentos em geração de energia eólica faz crescer a busca por profissionais e executivos com conhecimentos na área, como Ronaldo Custódio, diretor da Eletrosul, que de autodidata se transformou em uma das maiores autoridades sobre o assunto no país. (Págs. 1 e D1)
Novo fundo de Infraestrutura
A CVM já analisa proposta dos grandes bancos do país para criação do fundo de debêntures de infraestrutura. Expectativa do mercado é que esse novo produto, muito semelhante aos fundos imobiliários, capte até R$ 10 bilhões em 12 meses. (Págs. 1 e D2)
Imunidade trabalhista
Supremo Tribunal Federal reverte entendimento do Tribunal Superior do Trabalho e decide que brasileiros contratados por organismos internacionais, como a ONU, não têm direito de reclamar verbas trabalhistas na Justiça. (Págs. 1 e El)

Ideias
Ribamar Oliveira

Redução do superávit não está sendo usada para elevar investimento público e sim a transferência de renda às famílias. (Págs. 1 e A2)

Otaviano Canuto e Matheus Cavallari

Não pode haver espaço para complacências em relação a boom nos preços de ativos. (Págs. 1 e A15)
PLR pode ser deduzida no pagamento de tributos (Págs. 1 e E1)

------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------

Nenhum comentário: