PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

quarta-feira, outubro 30, 2013

QUEM LÊ TANTA NOTÍCIA?

SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS

30 de outubro de 2013

O Globo

Manchete: Violência em protestos: Governo quer ação conjunta de Rio e SP contra vandalismo
Investigações sobre quebra-quebra em atos de rua podem ser federalizadas.

Em São Paulo, polícia apura se crime organizado participou de ataque; PRF reforçará patrulhamento na Fernão Dias.

Diante da repetição de ações criminosas em protestos no Rio e em São Paulo, o Ministério da Justiça estuda federalizar as investigações sobre atos de vandalismo. O ministro José Eduardo Cardozo chamou os secretários de Segurança dos dois estados para uma reunião em Brasília, amanhã, quando discutirão a ação conjunta. Ontem, o comércio fechou em Jaçanã, na Zona Norte da capital paulista, pelo temor de novos ataques. Um jovem de 16 anos foi morto por um PM. (Págs. 1 e 3 e 4)


Editorial: Vandalismo, democracia e fascismo (Págs. 1 e 18)

Contra-ataque: NSA acusa aliados de espionar os EUA
Em audiência na Câmara, dois chefes da Inteligência americana disseram que os países aliados, entre os quais se incluem Brasil, Alemanha e os demais da União Europeia, também espionam os EUA e seus líderes. Ambos negaram que a NSA faça monitoramento indiscriminado de cidadãos em outros países.(Págs. 1 e 28)
Colunistas
Zuenir Ventura

População de São Paulo parece cansada de tanta violência urbana. (Págs. 1 e 19)

Elio Gaspari

Falta carne na receita do PSB de Campos e da Rede de Marina. (Págs. 1 e 18)


Roberto Damatta

A tocha da Estátua da Liberdade foi substituída por um iPhone. (Págs. 1 e 19)

Marco Lucchesi

Vejo com grande interesse a remição da pena. (Págs. 1 e 19)


Colunistas
Gente boa

Gabeira fala do acidente de sua filha Maya. Cleo Guimarães. (Págs. 1 e segundo caderno)

Francisco Bosco

Respeito à vida privada é importante, não decisivo. (Págs. 1 e segundo caderno)

Batalha das biografias: Artistas do Procure Saber reveem posição
Em vídeo divulgado ontem na internet, a associação Procure Saber recua de sua posição contra as biografias não autorizadas. Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Gilberto Gil afirmam ser contra qualquer tipo de censura. (Págs. 1 e 9)


Petroleira de Eike: OGX deve pedir proteção judicial
Diante da falta de acordo com credores internacionais sobre dívida de US$ 3,6 bi, a OGX, de Eike Batista, deve pedir hoje recuperação judicial. (Págs. 1 e 21)
Colunista: Míriam Leitão
A história da derrocada do grupo. (Págs. 1 e 22)
Investimentos: FGTS terá R$ 58 bi para habitação
O FGTS destinará R$ 72 bilhões para investimentos, em 2014, em saneamento, infraestrutura e habitação, que terá R$ 58 bilhões do total. (Págs. 1 e 22)
Liberdade em xeque: Cristina derrota Clarín na Justiça
A Corte Suprema argentina julgou constitucional a Lei dos Meios, de Cristina Kirchner, que obriga grupos como o Clarín a vender rádio e TV. (Págs. 1 e 23)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Governo quer ação conjunta contra violência em protesto
Ministro da Justiça discutirá com São Paulo e Rio se é possível federalizar investigação de atos de vandalismo

Um dia após os atos violentos na Fernão Dias, ficou definido que o efetivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF) será reforçado na rodovia por agentes do RJ e de MG. O Ministério da Justiça propôs também uma frente de contenção conjunta da violência e discutirá com autoridades de SP e do RJ a possibilidade de federalizar investigações de atos de vandalismo. A quantidade de agentes da PRF a ser remanejada não foi informada, mas a distribuição já está acertada. Eles só conterão ações ilícitas nas estradas. Em reunião com o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça); amanhã, o secretário de Segurança Publica de SP, Fernando Grella Vieira, vai sugerir lei para endurecer a pena contra crimes de danos contra o patrimônio e agressões a policiais. (Págs. 1 e Metrópole A18 e A19)

Rumor de toque de recolher abala região

A terça-feira foi de tensão na zona norte de São Paulo, em meio a rumores sobre um toque de recolher. Lojistas temiam a repetição dos momentos de pânico de segunda-feira, quando a Rodovia Fernão Dias foi fechada e lojas, saqueadas. Moradores do Parque Novo Mundo queimaram pneus e bloquearam uma avenida ontem após outro adolescente ser morto por um PM. (Págs. 1 e A19)
Supremo da Argentina valida Lei de Mídia
A Corte Suprema da Argentina declarou ontem a constitucionalidade da Lei de Mídia, a principal bandeira do governo de Cristina Kirchner desde sua aprovação no Parlamento, em 2009. A legislação, que contém uma série de restrições à atuação das empresas de comunicação, esteve retida nos tribunais federais nos últimos quatro anos em razão de recursos do Grupo Clarín. A decisão representa um duro golpe para o grupo, que terá de se desfazer da maioria de suas emissoras de rádio e TV. (Págs. 1 e Internacional A10 e A11)

Decisão preocupa entidades

Entidades Ligadas à defesa da liberdade de expressão lamentaram a decisão da Justiça argentina. Para a SIP, a sentença habilita Cristina a aplicar seu objetivo de despedaçar o Grupo Clarín. (Págs. 1 e A10)
‘Máfia` teria pago R$ 3 mi a políticos em SP
O Ministério Público encontrou na casa de um contador a contabilidade da Máfia do Asfalto, organização que teria fraudado licitações com recursos de emendas parlamentares em 78 cidades de SP, informam Fausto Macedo e Ricardo Chapola. Planilha continha nomes de políticos, datas e valores supostamente repassados a eles em 2011, num total de RS 3,048 milhões. (Págs. 1 e Política A4)
Bancos trocam crédito arriscado por consignado
Os bancos têm privilegiado operações com garantias (consignado e imobiliários) para compensar perda de receita geral das atividades. O esforço fez Bradesco, Itaú e Santander mostrarem uma carteira crescente de crédito e lucros. (Págs. 1 e Economia B1)
OGX deve pedir hoje recuperação judicial (Págs. 1 e Economia B13)

Líderes do Congresso defendem biografias (Págs. 1 e Caderno 2, C6)

Marido de policial de UPP é decapitado (Págs. 1 e Metrópole A23)

Fifa adia sorteio de ingressos após auditoria
A Fifa adiou o sorteio dos ingressos para a Copa - solicitados na primeira fase de vendas - e o início da segunda fase de comercialização após o governo exigir auditagem do sistema usado pela entidade para distribuir os bilhetes. (Págs. 1 e Esportes A30)
Lula critica Marina e ameaça voltar em 2018
O ex-presidente Lula, em atos pelos 25 anos da Constituinte, voltou a atacar a imprensa, criticou Marina Silva (PSB), previu problemas na aliança da ex-ministra com Eduardo Campos (PSB) e declarou: “Se encherem muito o meu saco, vou voltar em 2018”. (Págs. 1 e Política A7)
Celso Ming
Cães de guarda

Para executar adequadamente a função de cães de guarda da moeda, os dirigentes de um banco central precisam de autonomia e mandato fixo. (Págs. 1 e Economia B2)
Roberto DaMatta 
Fumando escondido

Como meninos pegos fumando, a América da liberdade e do equilíbrio entre o íntimo e o coletivo é pega espionando o mundo. (Págs. 1 e Caderno 2, C10)
Notas & Informações
A agressão-continuada

As cidades do País não enfrentam onda passageira de distúrbios, mas uma agressão continuada. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Servidores da Justiça vão ter estatuto único no país
Proposta de emenda à Constituição aprovada pela Câmara dos Deputados, em segundo turno, autoriza o Supremo Tribunal Federal (STF) a elaborar estatuto próprio unificando as regras que regem os servidores federais e estaduais do Judiciário em todo o país. O texto segue agora para o Senado. Depois de votado, o STF terá prazo de 360 dias para enviar ao Congresso projeto de lei complementar com os detalhes do novo regime desses funcionários. Hoje, os servidores federais dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário são regidos pela Lei 8.112. A mudança, diz o professor de direito administrativo Mamede Said Maia Filho, da UnB, criará uma desigualdade injustificável, porque o pessoal da Justiça passará a ter regime diferenciado. (Págs. 1 e 13)

Distinção: À sombra de Ulysses
Em solenidade de homenagem aos 25 anos da Constituição, Lula foi agraciado pelo Congresso Nacional com medalha pelo texto que rejeitou. Em discurso, o ex-presidente chegou a afirmar que o hoje aliado Sarney, à época um inimigo político, teve a mesma importância que Ulysses Guimarães, o Sr. Diretas Já, na elaboração da Carta de 1988. Em meio à cerimônia, um fotógrafo foi agredido por um segurança. (Págs. 1 e 4)
Protestos: Enfim, governos decidem tomar medidas contra o vandalismo
Quatro meses depois de os black blocs acabarem com as manifestações pacíficas que incomodaram políticos de centro, esquerda e direita no país, os governos federal, do Rio e de São Paulo resolveram agir juntos contra a selvageria dos mascarados. O estopim da reação à escalada da violência foram as fortes cenas de agressão a um coronel da PM em São Paulo e pesquisa de opinião mostrando que 95% dos paulistanos reprovam a ação dos baderneiros. (Págs. 1 e 2)

Sete distritais abrem o voto no caso Raad
Acusado de desviar verba pública, o deputado será julgado hoje pela Câmara, numa votação sigilosa. Dos 24 parlamentares ouvidos pelo Correio, 16 não quiseram dizer se vão cassar ou não o político. (Págs. 1 e 21)
Artistas investem agora em nova forma de censura
Em vez do veto antecipado a biografias, grupo vai propor mudanças no projeto de lei que assegura a livre publicação de livros, para poder resguardar a vida privada, mesmo se os fatos narrados forem verídicos. Em vídeo divulgado ontem, Roberto Carlos, Gil e Erasmo dizem defender a liberdade de expressão, mas ressalvam a defesa do direito à privacidade. (Págs. 1 e 7)

Desrespeito: Fila longa para falar com o Leão
Contribuintes que caíram na malha fina podem levar até seis meses para serem atendidos pela Receita. Não há datas disponíveis no site e a consulta nos postos é caótica. (Págs. 1 e 8)

Argentina: Imprensa é derrotada por Cristina
Justiça aprova a lei que limita a atuação das empresas de comunicação no país, uma vitória da presidente na guerra com o Grupo Clarín, o maior atingido pela medida. (Págs. 1 e 14)
------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário: