PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

sexta-feira, março 21, 2014

PETROBRÁS: A DAR BOM DIA À CAVALO



Sexta, 21 de Março de 2014 - 08:10

Lula acredita que Dilma deu 'tiro no pé' ao falar sobre compra de refinaria, diz jornal


Lula acredita que Dilma deu 'tiro no pé' ao falar sobre compra de refinaria, diz jornal

Em conversas reservadas, o ex-presidente Lula classificou como um ‘tiro no pé” as críticas feitas por Dilma Rousseff sobre o embasamento técnico e jurídico apresentado para a compra, pela Petrobras, da refinaria em Pasadena (EUA), durante seu governo, em 2006. 

Segundo a Folha de S. Paulo, Lula considerou errada a estratégia da sucessora, que teria agido por impulso, na tentativa de tirar dela o foco das investigações, já que este é um ano eleitoral. 

O ex-presidente entendeu que a declaração de Dilma trouxe para o Planalto uma crise que estava restrita à Petrobras. Depois da repercussão negativa de sua fala entre aliadas, na companhia e no próprio governo, Dilma recuou e disse que a compra da refinaria parecia ser um negócio vantajoso à época. 

Este é o mesmo argumentado utilizado pela estatal. Três instâncias apuram a aquisição da refinaria, em função do preço do negócio. A Petrobras pagou US$ 360 milhões à Astra Oil por 50% da refinaria, em 2006. Um ano antes, a empresa belga havia adquirido a unidade inteira por US$ 42,5 milhões.



Nenhum comentário: