PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

quarta-feira, junho 11, 2014

... A DAR BOM DIA A CAVALO (sempre!)

11/06/2014
Cobrança a secretário era 'brincadeira', afirma Lula


Ex-presidente, que criticou secretário do Tesouro, nega divergências com o governo

MÁRCIO FALCÃO
DE SÃO PAULO


O ex-presidente Lula minimizou nesta terça-feira (10) a cobrança direcionada ao secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, quanto aos rumos da política econômica. Lula negou divergências com o governo e disse que as críticas eram apenas uma "brincadeira".

Num seminário promovido pelo jornal "El País" em Porto Alegre na semana passada, Lula criticou o aperto na concessão de crédito e disse que, se depender de Augustin, "a gente não faz nada".

"Eu achei que a imprensa que estava lá ia achar que estava contando uma piada, brincando, e transformaram em coisa séria, como se fosse uma divergência profunda. Eu brinquei com ele. Nem ele ficou bravo. Não tem divergência, eu sou governo", afirmou nesta terça.

Questionado se o governo deveria ampliar o crédito, Lula defendeu investimentos. "Não. Eu aboli a palavra gastar quando era presidente porque tudo que a gente gasta com educação saúde e investimento em infraestrutura é investimento e não gasto", afirmou.

À plateia de empresários presentes no Fórum América Latina e Caribe Global, o ex-presidente defendeu o Mercusul e chegou a fazer uma brincadeira com o Fórum Econômico Mundial de Davos: "Passamos frio para participar de uma reunião que não tem nada a ver com nós".

Nenhum comentário: