PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

segunda-feira, junho 23, 2014

QUEM LÊ TANTA NOTÍCIA?

SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS

Sinopses anteriores:  
23 de junho de 2014
Correio Braziliense

Manchete: Jogai por nós, Brasil!
Em campo, o destino da Seleção Brasileira rumo ao hexa começa a ser decidido às 17h, diante de Camarões. Mas, se depender da torcida em Brasília, o passaporte para as oitavas de final já está selado. O público o Mané Garrincha será o maior em jogos do Brasil nesta Copa: 69 mil pessoas. Mais de 90% vão torcer pela vitória do escrete canarinho. Na cidade, a empolgação é tanta que o estudante Lucas Resende, 23 anos, quer ver o estádio inteiro cantando muito mais que o Hino Nacional a capela ou o manjado. "Sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor, ôôô...". Para isso, reuniu amigos e ensaiou músicas mais criativas. No estádio, vai distribuir 5 mil folhetos com a letra das composições. O cantor Naldo e a banda Monobloco também criaram gritos para os torcedores. Só falta, agora, Neymar & Cia completarem o show no gramado. (Págs. 15 a 20, 24, Superesportes, Capa e 3 a 6 e Gui do Jogo)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Focados
Desde 1978, o Brasil não chegava à 3a partida da Ia fase sem vaga garantida nas oitavas. Isso explica a seriedade da Seleção para encarar Camarões hoje, 17h, em Brasília. (Jornal da Copa)
PDT lança nomes ao Piratini e Senado
Vieira da Cunha e Lasier Martins foram confirmados peLo partido. (Notícias|10)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: "É importante para Dilma que o povo sinta a presença de Lula"
A correlação entre os benefícios sociais e a política, criada a partir da eleição de 2006, é apontada como fundamental pelo cientista político Fábio Wanderley Reis para entender os movimentos da eleição deste ano. E, em sua opinião, é o maior desafio para os candidatos da oposição. Embora classifique Dilma Rousseff como uma candidata difícil, "um poste do Lula", ele ressalta que a petista vai se beneficiar do maior tempo na TV e do apoio da parcela majoritária favorecida pelos programas de inclusão social. (P4 a 7)
Brasil chega atrasado ao mercado de petróleo
Relatório da consultoria Deloitte mostra que a redução da dependência energética dos Estados Unidos e a crise política em países da Opep desafiam novos exportadores do combustível, que encontrarão o mercado global dominado pela oferta de gás natural. (P13)
Bolsa
Valorização de 6,9% do Ibovespa em junho teve forte participação de investidores estrangeiros. (P23)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete: Polícia de SP investiga só 1 em cada 10 roubos
Apenas boletim de ocorrência não basta para abrir inquérito, diz governo Alckmin

A Polícia Civil de São Paulo abriu inquéritos para investigar só um em cada dez roubos registrados no Estado entre 2004 e 2013, informa Marina Gama Cubas.

Dados obtidos pela Folha por meio da Lei de Acesso à Informação mostram que, no período, 93% dos boletins de ocorrência desse tipo de crime resultaram em investigação formal. No total, mais de 2 milhões de casos foram deixados de lado.

Na avaliação de especialistas, a abertura de inquérito é uma obrigação legal.

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou, em nota, que a polícia segue normas internas para atingir “eficiência administrativa”. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, o BO não ê o suficiente para abrir investigação — são necessários “elementos mínimos de informação ou de provas”.

A secretaria estadual diz que a instauração de inquéritos sem esses elementos “levaria a uma inútil sobrecarga” da Polícia Civil, do Ministério Público e do Poder Judiciário. (Cotidiano Cl)
Novas alianças deixam Dilma com palanque dividido no Rio
As alianças feitas no Rio pelo PT e por seu principal aliado em nível nacional, o PMDB, obrigarão Dilma a dividir os maiores palanques no Estado com seus rivais.

Aécio Neves (PSDB) vai apoiar Luiz Fernando Pezão, candidato estadual ao governo pelo PMDB. Já a campanha de Lindbergh Farias (PT) ao governo fluminense tem apoio do PSB de Eduardo Campos. (Poder A4)
PT tem ilusão de que o povo pensa que está tudo bem
O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral) afirma que o PT erra no diagnóstico sobre a insatisfação da população com o governo e tem alimentado a “ilusão” de que “o povo pensa que está tudo bem”.

Para Carvalho, a generalização desse descontentamento com a gestão Dilma tem origem num pensamento conservador ampliado com ajuda da mídia. (Pág. A14)
Após alta da Bolsa, comprar ações requer cautela (Folhalnvest BI)

Série destaca exemplos de alta produtividade
A Folha publica a partir desta segunda (23) a série “O Brasil que Dá Certo”, com cinco cadernos especiais sobre ilhas de excelência em todas as regiões do país. O primeiro, sobre o Centro-Oeste, mostra como safras de soja e algodão impulsionam Mato Grosso. (Caderno especial)
Editoriais
Leia “Pouca mudança”, a respeito de convenção nacional do PT, e “Tensões chinesas”, sobre desafios para manter alto ritmo de crescimento do país.
Foco dos sem-teto está no marketing, não na habitação
Há décadas urbanistas se deram conta do erro de espalhar bairros residenciais longe dos centros. Um consenso entre os que pensam a cidade — mas não para o marketing dos sem-teto — é o foco no centro e na redução de deslocamentos. (Cotidiano C2)
------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário: