PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

segunda-feira, novembro 24, 2014

''WANTED''

24/11/2014
Último foragido da Lava-Jato vai se entregar hoje

Adarico Negromonte, irmão do ex-ministro das Cidades, é acusado de levar malas com dinheiro

Germano Oliveira*
CURITIBA


Adarico Negromonte Filho, irmão do ex-ministro das Cidades Mário Negromonte, vai se entregar hoje à Polícia Federal do Paraná, em Curitiba, levado por sua advogada Joyce Roysen. Ele é considerado foragido pela Justiça há 15 dias, quando teve a prisão temporária decretada pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal do Paraná, por suspeita de integrar o grupo criminoso investigado pela Operação Lava-Jato, que desviou ao menos R$ 10 bilhões da Petrobras.

Adarico é acusado de levar malas e sacolas, com grande quantidade de dinheiro, do escritório do doleiro Alberto Youssef a políticos e empresários integrantes do esquema.

Por Adarico ter "quase 70 anos", sua advogada enviou petição a Moro na qual pede que a prisão temporária seja revogada. Caso isso não ocorra, Adarico ficará na carceragem da Polícia Federal em Curitiba pelo menos até a próxima sexta-feira.
Caso o juiz aceite o pedido do Ministério Público Federal (MPF), que deseja que Adarico tenha prisão preventiva decretada, ele ficará detido por tempo indeterminado.
A advogada diz que Adarico é considerado "foragido da Justiça, o que não é condizente, pois em momento algum foi realizada diligência em sua residência na cidade de registro, para o cumprimento da medida coercitiva". Na verdade, a PF esteve lá, mas não o encontrou em casa. (*Enviado especial)

adicionada no sistema em: 24/11/2014 04:18

Nenhum comentário: