PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

quarta-feira, fevereiro 04, 2015

''OFFICE BOY"

04/02/2015
 às 10:20 \ Direto ao Ponto

O sorriso do ‘homem forte’ do governo anêmico é mais raro que a ararinha-azul

Atualizado às 10h20

Em outubro, Dilma Rousseff tornou-se a primeira candidata da história que conseguiu irritar-se com os aplausos da plateia durante o discurso da vitória. Em janeiro, tornou-se a primeira governante da história que interrompeu o discurso de posse para dar um pito no rapaz que cuidava do microfone. No segundo mês do mandato, sem saber o que fazer com os destroços do Brasil Maravilha, a presidente anda fazendo cara feia até para manequim de vitrine.
É compreensível que conviva tão harmoniosamente com o companheiro Aloizio Mercadante. Ex-deputado federal e ex-senador, o chefe da Casa Civil virou verbete do glossário do dialeto falado no Congresso. Algum parlamentar passa por outro sem cumprimentá-lo? Está mercadante. Esbanja antipatia? Parece um mercadante. Exagera na arrogância? Ficou pior que um mercadante.
Nesta segunda-feira, o “homem forte” do governo mais fraco desde a Proclamação da República foi escalado para levar ao Congresso a mensagem presidencial lida na abertura do ano legislativo. A missão oficial embutia outra bem mais relevante.O articulador político do Planalto deveria reduzir a temperatura que mantém perto do ponto de combustão o diálogo entre a chefe do Executivo e o novo presidente da Câmara, Eduardo Cunha.
As fotos abaixo resumem a performance do ministro dicionarizado ─ e reafirmam que ninguém articula um fiasco com mais competência que Aloizio Mercadante. Inconformado com a goleada imposta pelo candidato do PMDB ao time do governo, o rosto crispado do estafeta de Dilma é um pote até aqui de ressentimento. O sorriso de Mercadante hoje aparece com menos frequência que a ararinha azul.
Essa raridade fisionômica está eternizada nos dois vídeos que completam a ilustração. No primeiro, os indicadores erguidos do passista de quinta categoria informam que o candidato a governador de São Paulo atingiu no carnaval o índice máximo de felicidade. No segundo, em que se junta a Dilma no assassinato do forró, fica evidente que a doutora em nada e o revogador do irrevogável nasceram um para o outro. Serão infelizes para sempre.


Abertura dos trabalhos legislativos de 2015
Tentando engolir a goleada sofrida pelo candidato governista Arlindo Chinaglia
Abertura dos trabalhos legislativos de 2015
Tentando engolir o vexame imposto por Eduardo Cunha ao time do Planalto

Nenhum comentário: