PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

quinta-feira, fevereiro 19, 2015

... UNIDOS DA CORRUPÇÃO... DEZ !!!

19/02/2015 às 15:33 \ Opinião
Reynaldo-BH: 

A Beija-Flor venceu o desfile na Sapucaí festejando a promiscuidade abjeta entre a ditadura africana, o governo lulopetista e empreiteiras do Petrolão

REYNALDO ROCHA

Em 25 de maio de 2013, o Blog do Planalto publicou a seguinte notícia:

A presidenta Dilma Rousseff anunciou neste sábado, em Adis Abeba, na Etiópia, durante entrevista coletiva, o perdão ou renegociação da dívida que 12 países africanos têm com o Brasil. O total da dívida perdoada ou renegociada é de quase US$ 900 milhões e beneficiará os seguintes países: República do Congo, Costa do Marfim, Tanzânia, Gabão, Senegal, República da Guiné, Mauritânia, Zâmbia, São Tomé e Príncipe, República Democrática do Congo, Sudão e Guiné Bissau.

“São nove países que nós já concluímos”, afirmou a presidenta Dilma Rousseff. “Nós já negociamos com eles, já foi aprovado pela Fazenda e nós encaminhamos para o Senado. Faltam três, três ainda não se completou a negociação. O sentido dessa negociação é o seguinte: se eu não conseguir estabelecer negociação, eu não consigo ter relações com eles, tanto do ponto de vista de investimento, de financiar empresas brasileiras nos países africanos e também relações comerciais que envolvam maior valor agregado. Então o sentido é uma mão dupla: beneficia o país africano e beneficia o Brasil”.


Em 22 de março de 2013, a Folha de S. Paulo publicou uma reportagem da qual extraí o trecho que se segue:

Quase metade das viagens internacionais de Lula após deixar a presidência foi bancada por grandes empreiteiras brasileiras com interesses nos países visitados. Todas ficam na América Latina e África. A justificativa é “promover os interesses da nação”, segundo o Instituto Lula. É reconhecido que as empreiteiras OAS, Odebrecht e Camargo Correa possuem interesses e obras milionárias nestes países. As viagens para África do Sul e Etiópia foram bancadas pela Camargo Correa. Em Moçambique, pela Vale que explora naquele país, imensas reservas de carvão.

Em março de 2013, já como co-presidente, Lula visita países africanos que devem algo como 2 bilhões de reais ao Brasil. Patrocinado por empreiteiras. Dilma admitiu que, se esses países continuassem em débito, não seria possível contemplá-los com financiamentos e investimentos brasileiros. São fatos.

Entre as nações que tiveram as dívidas perdoadas está a Guiné Equatorial. Produtora de petróleo, tem uma população famélica e submetida ainda à escravidão.

O “dono” do país chama-se Teodoro Obiang, bilionário que coleciona viagens internacionais talvez por não suportar a vida em meio a tanta miséria. No dia da vitória do golpe de estado que chefiou, mandou fuzilar o próprio tio.

Parabéns, Beija-Flor de Nilópolis! A escola de samba, que já celebrou a primeira década da ditadura militar com o enredo “O Grande Decênio”, ganhou o Carnaval deste ano exaltando o roubo, a corrupção, o genocídio, a tortura e o extermínio dos adversários, métodos que mantêm no poder o ditador Obiang.

Quase todas as escolas foram ou são financiadas por bicheiros e traficantes. A campeã do desfile na Sapucaí fez um upgrade.

Um dos diretores da Beija-Flor afirma que os tais 10 milhões de reais foram bancados pelas “construtoras”. Foi parte da negociação ou ordem de quem mandava até na Petrobras?

**************

Nenhum comentário: