PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

sexta-feira, junho 19, 2015

QUEM LÊ TANTA NOTÍCIA?

SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS

Sinopses anteriores:  
19 de junho de 2015
O Globo

Manchete: Brasil cobra da Venezuela explicação sobre incidente
Ônibus com parlamentares foi atacado em Caracas, e comitiva teve de voltar.

Manifestantes jogaram pedras e esmurraram veículo com parlamentares, que ficaram presos na área do aeroporto; Câmara e Senado aprovaram moção de repúdio; Itamaraty lamentou.

Após quase seis horas sem conseguir sair das imediações do aeroporto de Caracas, a comitiva de oito senadores brasileiros liderados por Aécio Neves (PSDB-MG) teve de retomar ao Brasil, ontem, sem conseguir visitar os presos políticos venezuelanos que fazem oposição ao governo Maduro. O grupo teve o caminho bloqueado pela polícia, que alegou estar transportando um preso transferido da Colômbia. Em seguida, o micro-ônibus com os senadores foi atacado por cerca de 50 manifestantes chavistas, sem intervenção da polícia local. A Câmara dos Deputados e o Senado aprovaram moções de repúdio, e o senador Renan Calheiros telefonou à presidente Dilma cobrando reação. Em nota, no fim da noite, o Itamaraty lamentou os incidentes e disse que solicitará esclarecimentos à Venezuela. (Págs. 25 e 26)
Enquanto isso...
Grupo pró-chavismo circula sem problemas (Pág. 25)


Nova aposentadoria: Senado fala em alterar proposta de Dilma
O governo explicou ontem a nova fórmula para o cálculo das aposentadorias, que mudará progressivamente, e disse que ela permitirá uma economia de R$ 50 bilhões até 2026 em relação ao projeto vetado pela presidente Dilma. Horas depois, porém, senadores da base já falavam em mudar a regra, que consideraram dura. (Pág. 8)


Editorial
Previdência passa a ter fórmula mais justa (Pág. 16)

Míriam Leitão
Gasto será maior em relação ao modelo atual. (Pág. 20)

Encíclica verde: Papa pede atenção com a Amazônia
Em encíclica, o Papa Francisco criticou empresas e países ricos pela exploração dos recursos naturais e revelou preocupação com a Amazônia. (Pág. 23)
Ancelmo Gois
Dom Erwin influenciou o Papa a condenar Belo Monte. (Pág. 12)

Frei Betto
Encíclica é apelo contra "espiral da autodestruição". (Pág. 27)
Vandalismo em sindicato
Chefe de grupo é da Força Sindical (Pág. 11)
Água do Rio tem coliformes fecais
Amostras da Cedae reprovadas este ano cresceram 50%. Pontos da rede podem estar contaminados por esgoto

A qualidade da água do Rio, tratada na Estação do Guandu, está em xeque. Dados da própria Cedae revelam que este ano aumentaram em 50% as amostras com coliformes fecais, revela Henrique Gomes Batista. Embora a contaminação não esteja obrigatoriamente relacionada à presença de bactérias prejudiciais à saúde, especialistas disseram que hospitais já recebem um número maior de pacientes com doenças gastrointestinais. Para técnicos, infiltrações de esgoto na rede e ligações clandestinas estariam provocando a contaminação da água. (Pág. 9)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Nova aposentadoria terá resistências no Congresso
Planalto precisará convencer até aliados sobre MP editada ontem que cria fórmula 85/95 progressiva para a concessão do benefício.

Até 2026, previdência espera poupar R$ 50 bi.

Tire suas dúvidas sobre as mudanças. (Págs. 5,10 e 24)

Senadores abortam missão em caracas após atos hostis
Itamaraty considera "inaceitáveis" agressões a políticos brasileiros. (Pág. 14)
Para defender o ambiente, uma “encíclica verde”
Documento do Papa prega respeito à Terra e reprova o consumismo. (Pág. 18)
Educação avança no RS, mas ritmo ainda é lento
Segunda edição de indicador desenvolvido por ZH e PUCRS mostra que Rio Grande do Sul mantém quarta posição no iRS entre os Estados. Maior crescimento gaúcho ocorreu no ensino, que subiu uma colocação. (Págs. 6 a 8 e 23)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Senado se opõe à aposentadoria progressiva
O presidente do Senado, Renan Calheiros, já avisou que a casa vai mudar a MP editada e explicada ontem pelos ministros Joaquim Levy, Carlos Gabas e Nelson Barbosa, para que a fórmula aprovada 85/95 aprovada pelo Congresso não seja consumida pela progressividade na aposentadoria. Com a MP, a expectativa do governo é reduzir déficit da Previdência em R$ 50 bilhões em até 15 anos. (Pág. 3)
Encíclica verde abre polêmica
Elogiado por Barack Obama, mas atacado pelos republicanos, o texto do Papa Francisco acusa a política, a tecnologia e as finanças de depredar o meio ambiente e gerar pobreza.

“A humanidade precisa realizar mudanças de estilo de vida de consumo”, diz a encíclica. (Pág. 2)
Julio Gomes de Almeida
O cenário dos últimos meses aponta para uma retração de 3% no varejo este ano. (Pág. 7)

Medicamentos: Anvisa atrasa liberação de insumos
O atraso na liberação de matéria-prima importada está provocando o desabastecimento de produtos, como os kits para diagnóstico da dengue. A espera pela chamada “anuência sanitária” da agência reguladora aumentou de menos de uma semana corrida para até 30 dias úteis. (Pág. 10)
Octávio Costa
Desoneração da folha, carro-chefe do 1º mandato, virou um cão sarnento. (Pág. 32)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete: Governo apresenta fórmula progressiva na Previdência
Nova regra, já em vigor, será atualizada a partir da expectativa de vida.

O governo Dilma Rousseff divulgou uma nova fórmula progressiva de cálculo para aposentadorias. A regra, já em vigor, estabelece o modelo 85/95, que é a soma da idade e do tempo de contribuição para mulheres e homens, respectivamente.

Em 2017, o cálculo avança para 86/96, e, em 2019, para 87/97. A partir de 2020, sobe um ponto a cada ano, até atingir 90/100, em 2022.

Esse novo mecanismo é uma opção ao fator previdenciário, que visa inibir aposentadorias precoces ao reduzir o valor do benefício.

O ministro Carlos Gabas (Previdência) disse que a fórmula trará economia ao governo até 2030. Em seguida, passará a dar prejuízo. Segundo ele, essa é uma “solução momentânea”.

O modelo foi elaborado pelo governo como opção à regra criada por senadores e deputados e vetada por Dilma, sob o argumento de que inviabilizaria a Previdência.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) afirmou que a medida provisória sofrerá mudanças no Congresso. (Mercado A15)
Senadores são hostilizados por governistas na Venezuela
Ônibus que levaria senadores brasileiros para presídio onde está um opositor do governo venezuelano foi alvo de situacionistas, relata Samy Adghirni, de Caracas.

Manifestantes bateram no veículo, parado em bloqueio policial próximo ao aeroporto, e gritaram “Chávez não morreu, multiplicou-se”.

“Fomos sitiados”, disse o tucano Aécio Neves. (Mundo A8)
Pedro Luiz Passos
Renovar o Mercosul fortaleceria países na economia global (Mercado A19)


Editoriais
Leia “Confronto na CPI”, sobre acareação de delatores de escândalo da Petrobras, e “Armas a postos”, a respeito de clima de tensão entre Rússia e Otan. (Opinião A2)


Petrobras tenta renegociar os contratos de exploração
Com a queda no preço do petróleo e em dificuldades financeiras, a Petrobras convocou fornecedores da área de exploração e produção, responsável por 45% da receita da estatal, para renegociar contratos, com o objetivo de reduzir seus custos.

O preço do barril do petróleo caiu de US$ 110 para US$ 65 em um ano. (Mercado A13)
------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário: