PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

terça-feira, junho 23, 2015

QUEM LÊ TANTA NOTÍCIA?

SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS

Sinopses anteriores:    

23 de junho de 2015

O Globo


Manchete: Luiz Inácio falou de novo: Lula diz que PT só pensa em cargos; petistas não reagem

‘A gente acreditava em sonhos, hoje a gente só pensa em emprego’

Integrantes do partido, que evitaram rebater publicamente as declarações, apostam que o ex-presidente tenta se descolar da presidente Dilma, que ficou irritada com as críticas, segundo relato de um ministro.

Após disparar contra a presidente Dilma e o PT num encontro fechado com religiosos, o ex-presidente Lula atacou publicamente o partido em seminário organizado por seu instituto, em São Paulo, com a presença do ex-primeiro-ministro espanhol Felipe González. “A gente acreditava em sonhos. Hoje a gente só pensa em cargo, em emprego”, disse. Lula afirmou que o partido “perdeu a utopia”: "O PT está velho. Já estou com 69. lá estou cansado, já estou falando as mesmas coisas que falava em 1980."

Segundo um ministro, a declaração de que ele e Dilma já estão “no volume morto” e que o PT está abaixo do “volume morto” chateou a presidente. Alguns petistas, que só comentaram sob anonimato, acham que Lula tenta se descolar de Dilma. (Pág. 3)
Merval Pereira

Lula vê que vaca está indo para o brejo e por isso ataca. (Pág. 4)

Míriam Leitão

Rejeição é alta porque Dilma ignorou os alertas. (Pág. 18)

Ajuda ao ajuste: Petrobras paga mais impostos

Exclusivo: A Petrobras abandonou o planejamento tributário agressivo, que reduzia o pagamento de impostos, e adotou contabilidade conservadora, informam Gabriela Valente e Martha Beck. A arrecadação de tributos com o setor de petróleo cresceu 130% em abril, reforçando o caixa do governo. (Pág. 17)

Efeito do dólar alto: Cai déficit nas contas externas

Em maio, as trocas comerciais e financeiras do Brasil com o exterior tiveram rombo de US$ 3,4 bilhões. O déficit externo caiu 57%, graças à alta do dólar, que incentiva as exportações. (Pág. 19)
Lava-jato: Repasse para operador vira alvo

Um consórcio integrado pela Odebrecht pagou R$ 1,4 milhão à empresa de um operador investigada por contratar o petista José Dirceu. Nos dois casos, a Lava-Jato suspeita de pagamento de propina. (Pág. 6)
Efeito da pressão: Venezuela enfim agenda eleições

Sob crescente pressão interna e externa, o governo venezuelano marcou para 6 de dezembro as próximas eleições legislativas. Segundo pesquisas, a oposição a Maduro pode obter maioria na Assembleia Nacional. (Pág. 23)
------------------------------------------------------------------------------------

O Estado de S. Paulo


Diretor da Odebrecht diz ter recebido assessor de doleiro

O ex-vice-presidente da Braskem e atual diretor da Odebrecht Alexandrino Alencar disse em depoimento ã PF. no dia 12 de maio, que “em quatro ou cinco oportunidades” recebeu Rafael Ângelo Lopez, apontado pela força-tarefa da Operação Lava-Jato como “carregador de malas” de dinheiro do doleiro Alberto Youssef. 

A Braskem é uma sociedade da Petrobras e da Odebrecht no setor petroquímico. Alencar foi preso sexta-feira por ordem do juiz Sérgio Moro, em mais uma etapa da Lava Jato. Ele afirmou que as reuniões com Lopez ocorreram em sua sala na sede da Odebrecht, em São Paulo.

No depoimento à PF – no inquérito que investiga o ex-deputado João Pizzolatti (PP-SC). Alencar contou que se reuniu em pelo menos duas ocasiões em hotéis da capital paulista com o ex-deputado José Janene (PP-PR), morto em 2010 e com o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa. (Política A4)

Manchete: Lula diz que PT está ‘velho’ e ‘só pensa em cargo’

Em crítica pública, ex-presidente afirmou que partido está viciado em poder e sem capacidade de gerar sonho

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez ontem uma das mais duras críticas públicas à legenda que ajudou a fundar há 35 anos e o levou ao poder. Em palestra em seu instituto, ao lado do ex-primeiro-ministro espanhol Felipe González, Lula disse que o PT está “velho e viciado em poder”. “Eu acho que o PT perdeu um pouco a utopia. Hoje a gente só pensa em cargo, em emprego, em ser eleito. Ninguém trabalha mais de graça", afirmou. Para ele a sigla não mobiliza multidões, a não ser em troca de dinheiro, se afastou da juventude e está diante de uma encruzilhada. “Temos que definir se queremos salvar a nossa pele, nossos cargos ou se queremos salvar o nosso projeto”, disse. Lula cobrou mudança efetiva, criticando a estrutura do partido. No início do mês, no Congresso Nacional do PT, setores petistas chegaram a encaminhar propostas de mudança entre elas o rompimento com o PMDB, mas a corrente integrada por Lula aprovou documento final mantendo a estrutura. (Política A8)
------------------------------------------------------------------------------------

Zero Hora


Manchete: Criador e criatura

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não poupou o partido que ajudou a fundar há 35 anos, durante evento para discutir democracia, no Instituto Lula. Dirigindo-se aos correligionários do PT, ainda declarou: “Precisamos definir se queremos salvar a pele e os cargos ou se queremos salvar nosso projeto”. (Págs. 8, 9 e 21)
RS vai atrasar repasses para pagar salários

Demora nos pagamentos será ampliada, segundo secretário da Fazenda. (Pág. 11)
Rosane de Oliveira 

Sartori avisa que situação vai piorar. (Pág. 12)
Visões do Rio Grande

Série de artigos de líderes propõe saídas para a crise do Estado. (Pág. 21
Operação Lava-Jato 

PF investiga relação entre Odebrecht e Instituto Lula (Pág. 10)
------------------------------------------------------------------------------------




Plano Safra prevê 20% a mais de recursos, com taxas maiores

Governo vai liberar R$ 28,9 bilhões para pequenos agricultores. (Págs. 16 e 17)


------------------------------------------------------------------------------------

Brasil Econômico


Manchete: Usiminas desiste de Porto Sudeste e quer R$ 624 milhões

A empresa anunciou o rompimento do contrato de sua mineradora com a MMX Porto Sudeste para exportação de minério de ferro a partir do terminal localizado em Itaguaí (RJ) e quer ser ressarcida pelo atraso nas obras. Os controladores atuais do porto ameaçam recorrer a arbitragem para fazer valer o acordo fechado em 2011 com Eike Batista. (Pág. 12)
Luiz Sérgio Guimarães

Até o mercado futuro de juros resolveu afrontar a ofensiva ortodoxa do BC. (Pág. 23)

Autocrítica: PT só pensa em cargos, diz Lula

Dias após declarar que ele e Dilma estão “no volume morto”, o ex-presidente soltou o verbo contra o seu partido: “O PT perdeu a utopia...Temos que definir se queremos salvar nossa pele, nossos cargos ou nosso projeto”. (Pág. 10)

Octávio Costa

Em tempos de intolerância, a imprensa independente apanha de todos os lados. (Pág. 32)
------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo


Manchete: Só 30% dos brasileiros são a favor da reeleição

Nos governos Lula, mais da metade apoiava o sistema, diz Datafolha.

Somente três de cada dez brasileiros são hoje favoráveis ao sistema que permite a reeleição para presidente.

É o que mostra pesquisa Datafolha realizada nos dias 17 e 18, que apontou a maior rejeição até agora registrada por Dilma Rousseff: 65%.

Na era do também petista Lula, antecessor de Dilma no cargo, a população dava maior apoio à possibilidade de reconduzir o presidente ao cargo: 65% no primeiro mandato e 58% no segundo.

Na Câmara, a extinção da reeleição foi aprovada em maio por 452 votos a 19.

Para entrar em vigor, a regra precisa passar por nova votação dos deputados e, depois, pelo crivo do Senado.

A pesquisa ainda mostrou que a maioria dos brasileiros reprova a obrigatoriedade do voto: 66%, um recorde — há um ano, eram 61% Mas a Câmara discorda. A proposta de voto facultativo não passou por 311 votos a 134.

O Datafolha perguntou ao eleitor se ele votaria caso não fosse obrigado. De cada dez, seis disseram não. Os mais pobres e menos escolarizados são os que mais deixariam de ir às urnas. (Poder A6)
PT está velho e petistas só pensam em cargos, diz Lula

O ex-presidente Lula disse que o PT “está velho” e acusou petistas de só pensar em cargos. Ele defendeu “revolução” interna para recuperar a imagem do partido. “Temos que definir se queremos salvar nossa pele, nossos cargos ou nosso projeto”, discursou em evento em SP. Lula falou duas vezes em cansaço, referindo-se a ele e ao governo. (Poder A6)
Três movimentos de rua anti-Dilma convocam protesto para 16 de agosto contra a política econômica. (Pág. A7)


Antonio Palocci

Folha faz injustiça ao lançar suspeitas infundadas contra minhas consultorias.

A Folha questiona as atividades de consultoria no período em que fui deputado federal. Editorial e reportagens são injustos de lançar suspeitas infundadas ou de acusar. O fato é que não existem bases para acusações. (Opinião A3)

Antonio Palocci, 54, foi deputado federal e ministro da Fazenda (Lula) e da Casa Civil (Dilma). 
TCU pode investigar 'pedaladas' fiscais de Dilma deste ano

O Tribunal de Contas da União poderá investigar os responsáveis pelas contas públicas do governo Dilma pela continuidade das “pedaladas fiscais” neste ano. Conforme revelou a Folha, as manobras, que estão sendo contestadas nas contas de 2014, continuam em 2015. O governo nega ter mantido a prática. (Mercado A15)
Governo renova energia elétrica mais barata para indústrias do NE (Mercado A13)





Ironia fina 

Dilma Rousseff fala com jornalistas em Brasília sobre boatos em redes sociais que afirmavam que ela havia sido internada no fim de semana após suposta tentativa de suicídio; a presidente, que tem feito dieta, ironizou, correndo a mão pelo corpo: “Vocês acham que eu estava (internada)?” (Poder A7)
Editoriais 

Leia “No volume morto”, sobre pesquisa Datafolha e declarações de Lula, e “Baixo clero on-line”, acerca de pressão de deputados novatos por verbas. (Opinião A2)
Brasileiro que foi morto em Londres podia ser identificado

Morto a tiros por policiais em julho de 2005 no metrô de Londres, depois de ter sido confundido com um suspeito de terrorismo, Jean Charles de Menezes, 27, carregava uma carteira com documentos de identificação.

A Folha teve acesso aos pertences do brasileiro, que estavam com uma prima dele havia três anos. “Atiraram antes de perguntar. Era só abordá-lo”, disse Patrícia da Silva. As autoridades não puniram ninguém. (Mundo A11)

------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário: