PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

sábado, fevereiro 20, 2016

EDITORIAL: NEGUE !


Petista diz ter recebido R$ 190 mil por ‘engano’

Josias de Souza


Arrolado como testemunha de defesa do ex-tesoureiro petista João Vaccari Neto, o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) teve enorme dificuldade para explicar ao juiz Sérgio Moro, da Lava Jato, como um repasse de R$ 190 mil feito pela empreiteira Engevix foi parar na contabilidade de sua campanha em 2014. Interrogado por meio de vídeo-conferência, o parlamentar atribuiu a operação a um “engano”.
“Eu liguei para o senhor Vaccari e disse: ‘Olha, eu não conheço essa empresa e ela fez uma doação’. E não tinha sido ela quem tinha feito a doação, mas houve uma troca que fora feita por alguma razão que desconheço, por engano. Mas quando foi feita a doação já era impossível revertê-la, para desfazer esse engano. Não conheço essa empresa, nao busquei recursos para minha campanha nessa empresa. Mas consta uma doação, que foi feita essa troca no partido”, tentou explicar o deputado para o juiz.
Sérgio Moro quis saber quem seria, então, o destinatário da doação da Engevix. Teixeira não soube informar. “…Apenas eu questionei [ao Vaccari] de não ser a empresa que teria feito a doação original pra mim. Eu não questionei para quem seria. Eu disse: ‘olha, há um engano aí. E ele me alegou que era impossível desfazer esse engano, tendo em vista o momento em que nós já estávamos.”
O juiz perguntou ao deputado qual era, afinal, o doador “original” de sua campanha. Teixeira foi traído pela memória: “A empresa doadora originária pra mim… Eu preciso revisitar a minha conta pra saber qual era a empresa doadora originária pra mim. Houve essa troca”… Blá, b;a, blá…
Se Teixeira foi arrolado como testemunha de defesa, imagine-se o que dirão as testemunhas de acusação!
***
N.B.: O Deputado Luiz Paulo Teixeira Ferreira [Paulo Teixeira (PT)] foi o responsável pelo pedido de liminar junto ao CNMP, para a suspensão do depoimento de Lula e Marisa Leticia, sobre o apartamento triplex no Guarujá, conforme abaixo.

AO CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO – CNMP
LUIZ PAULO TEIXEIRA FERREIRA, brasileiro, casado, advogado,
portador da Cédula de Identidade RG nº 8.172.235, inscrito no CPF/MF sob o nº
024.413.698-06, com endereço profissional na Avenida São João, nº 126, 1º andar,
São Paulo (SP), no exercício de mandato de Deputado Federal, vem,
respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, com fulcro no artigo 130-A, § 2º,
inciso III, e § 3º, inciso I, da Constituição Federal e no artigo 138 e seguintes do
Regimento Interno do Conselho Nacional do Ministério Público, apresentar
PEDIDO DE PROVIDÊNCIAS
com requerimento de liminar
em face do Promotor de Justiça CASSIO ROBERTO CONSERINO,
membro do Ministério Público do Estado de São Paulo, cargo 103 PJCap, com
endereço à 2ª Promotoria Criminal, Av. Dr. Abrahão Ribeiro, n.º 313, Barra Funda,
São Paulo/ SP, CEP 01133-020 pelos motivos de fato e de direito expostos a seguir

expostos.
(...)
***

Nenhum comentário: