PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

segunda-feira, maio 23, 2016

LEI ROUANET, ... CANNES, ... AQUARIUS... Oh! Júlia ... (Ela me conta QUE ERA ATRIZ e ... dançou no Frenetic Dancing Days...).


Lei Rouanet bancou vexame em Cannes: Aquarius perde em todas as categorias

A guerra movida pelos artistas milionários e desumanos do PT gerou muito pano pra manga. Temer teve que recriar o MinC, mas a elite artística de extrema-esquerda saiu desmoralizada. Enquanto isso, o filme “Aquarius” – bancado com quase R$ 3 milhões de leis de audiovisual, ou seja, dinheiro público – foi levado para Cannes. Uma mídia sem vergonha do Brasil tentou impor que o filme era favorito para vencer. Mas tudo, como sempre em se tratando de artistas aparelhados, não passava de blefe. Resultado? O filme deu vexame e perdeu em todas as categorias no festival.
Leia mais, do Brasil em Pauta:
Após ter tentado sem sucesso chamar a atenção da imprensa internacional ao protestar em pleno tapete vermelho do Festival de Cinema de Cannes contra o impeachment da presidente do Brasil, Dilma Rousseff, chamando o processo de golpe, o elenco do filme “Aquarius”, de Kleber Mendonça Filho, volta da França neste domingo (22) de mãos vazias. O longa não conseguiu nenhum prêmio. A equipe protestou principalmente pela possível integração entre o Ministério da Cultura com o Ministério da Educação, algo que poderia reduzir os repasses do governo para a classe artística, tão beneficiada no governo Dilma com financiamentos generosos via leis de incentivo. Além de perder para o britânico “I, Daniel Blake” na categoria de melhor filme, “Aquarius” tinha a esperança de levar o prêmio de melhor atriz. Sônia Braga, entretanto, foi superada pela filipina Jaclyn Jose, por Ma’Rosa.
Ou seja, R$ 3 milhões de reais tirados do povo pobre e no fim o que temos? Um vexame. Foi pior que o 7×1 para a Alemanha. E, de novo, tudo bancado com verba estatal. É de dar nojo!
https://lucianoayan.com/2016/05/22/lei-rouanet-bancou-vexame-em-cannes-aquarius-perde-em-todas-as-categorias/

“Aquarius” tomou goleada de países que não possuem ministérios da cultura

____________________xsonia-braga.jpg.pagespeed.ic.p-agKV20o6
No momento em que escrevo essas palavras, chove na capital paulista. A alma daqueles que se opõem à Lei Rouanet e ao MinC está lavada. O filme “Aquarius” perdeu em todas as categorias em Cannes. Foi um dia de justiça: o mal não foi premiado. Mas há outras coisas constrangedores para a elite artística do PT, como se vê no ótimo post de Priscila Chammas Dáu:

_______13265864_1718221888394774_308746699163462482_n
A derrota de “Aquarius” é também isso: a morte do argumento de que precisamos de um ministério exclusivo para a Cultura.
https://lucianoayan.com/2016/05/22/aquarius-tomou-goleada-de-paises-que-nao-possuem-ministerios-da-cultura/?utm_source=facebook.com&utm_medium=social&utm_campaign=Postcron.com

Nenhum comentário: