PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

sexta-feira, agosto 05, 2016

OLIM-PIADAS !



Divirta-se com os jogos; 

o que nos envergonha estava aqui 

antes deles

O nosso primitivismo está em outro lugar. 

É a política que ainda é movida a tração animal; 

é o respeito aos direitos individuais que ainda está no lombo do burro







Reinaldo Gonzaga.

Acho que a abertura da Olimpíada será, sim, bacana e emocionante. Aposto que a maioria das disputas se dará sem incidentes e que, ao fim de tudo, vai se considerar que o país fez bonito. Assim foi com a Copa do Mundo.
O ponto é outro.
Parte do mau humor de parcela considerável dos brasileiros com os Jogos se dá por contaminação. O que vai mal no país é a economia. O que está em transe é a política.
A Copa do Mundo, apesar da humilhação da nossa seleção em campo, foi bem-sucedida como evento. Não fossem a roubalheira e a megalomania, poder-se-ia dar mais relevo a benefícios óbvios que restaram para a população — a modernização dos estádios é um deles. O torcedor merece esse respeito. Errado é assaltar os cofres públicos.
A população da cidade do Rio experimenta, sim, melhorias óbvias em alguns serviços. Elas estão aí por causa dos Jogos. Os infortúnios da segurança pública, por exemplo, não estão relacionados a evento. Ao contrário: essa é a resposta que o país que abrigou a Olimpíada não conseguiu dar.
Se, desde o começo, Copa e Jogos não estivessem ligados ao discurso cafona, populista e patrioteiro de um partido político, flagrado com a boca na botija, os brasileiros se sentiriam liberados para comemorar mais e, por que não?, até para se orgulhar.
Não é a nossa capacidade de realizar eventos gigantescos que está em questão. Setores da economia brasileira dominam tecnologia de ponta capaz de rivalizar com o que de melhor se faz mundo afora.
O nosso primitivismo está em outro lugar. É a política que ainda é movida a tração animal; é o respeito aos direitos individuais que ainda está no lombo do burro; é o arcabouço legal para empreender que ainda é movido a vapor; é o respeito à cidadania que ainda é analógico; é a tara pelo estatismo que ainda revela uma noção de país coberta de sapé e sentada de cócoras. Como o Jeca Tatu. Como a casa do Jeca Tatu.
Infelizmente, desde a sua fundação e ao longo de 13 anos no poder, o PT fez dessa soma de atrasos uma ética e uma estética. E nos empurrou para o buraco. Mas estamos começando a sair dele.
Assim, meu bom brasileiro, vibre com os Jogos. Tenho a confiança de que dará quase tudo certo. De zero a dez, a nota final ficará perto de nove.
O nosso problema está no advérbio, está no “apesar”. Sem os jogos, só estaríamos mais tristes.
Como país, temos de cuidar é dos nossos pesares, em vez de censurar a nossa disposição para a celebração.
Divirta-se!

Nenhum comentário: