PENSAR "GRANDE":

***************************************************
[NÃO TEMOS A PRESUNÇÃO DE FAZER DESTE BLOGUE O TEU ''BLOGUE DE CABECEIRA'' MAS, O DE APENAS TE SUGERIR UM ''PENSAR GRANDE''].
***************************************************


“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo...” (Abraham Lincoln).=>> A MÁSCARA CAIU DIA 18/06/2012 COM A ALIANÇA POLÍTICA ENTRE O PT E O PP.

----

''Os Economistas e os artistas não morrem..." (NHMedeiros).

"O Economista não pode saber tudo. Mas também não pode excluir nada" (J.K.Galbraith, 1987).

"Ranking'' dos políticos brasileiros: www.politicos.org.br

=========
# 38 RÉUS DO MENSALÃO. Veja nomes nos ''links'' abaixo:
1Radio 1455824919 nhm...

valor ...ria...nine

folha gmail df1lkrha

***

quinta-feira, setembro 07, 2017

7 de setembro. INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

#
HÁ O QUE COMEMORAR ???

#


As inconfidências mais picantes de Joesley: “Tô a fim de comer duas veinhas”



AYRTON VIGNOLA/ESTADÃO CONTEÚDO


As inconfidências mais picantes de Joesley: “Tô a fim de comer duas veinhas”



Em um dos trechos da conversa de quatro horas mantida entre Joesley Batista e Ricardo Saud, o dono da JBS faz inconfidências sobre seu casamento com a apresentadora do SBT Ticiana Villas Boas.
“Desde o início, ela (Ticiana) era acostumada a andar com um bananão. Rapaz, ela sofreu, até ela ver que da minha vida ela não ia saber de nada. Ela bateu, bateu, uma hora ela sublimou, desistiu”, conta Joesley para Saud.
Durante o papo, é possível ouvir que toca uma música, Joesley pede a alguém que aumente o volume, enquanto balança um copo cheio de gelo: “É Ivete, pode aumentar mesmo”. O empresário segue contando a Saud como blinda a mulher de seus segredos. “Ela tinha na cabeça que marido e mulher eram uma coisa só. Hoje ela nem pergunta”, diz.
Joesley sentia-se tão à vontade que chegou a expor para Saud uma preferência sexual recente. “Rapaz, eu vou comer duas véias (sic), eu ando invocado de comer véia. Acho que vou comer duas veinhas (sic). Acho que é fase. Velhinha meio de cinquenta. Eu tenho que comer umas de cinquentinha. Casadinha, tal, só pra ver chupando a pica.”
Empolgado com o rumo da prosa, Saud também abre o jogo sobre suas intimidades. E, num dos trechos mais picantes da conversa, ele diz: “Você vai ouvir o que o Ciro (supostamente Ciro Nogueira, presidente do PP) disse pra mim. A mulher que mais chupa no mundo. Ele perguntou pra mim se eu gozava chupando. ‘Ricardinho, você consegue gozar com a mulher chupando?’. Falei não. Ela ‘a (…) que é a paixão da sua vida, ela tem ódio de mim. Aquela da playboy, ela faz gozar chupando. Tem a técnica completa'”.
Os dois amigos riram muito. Confira o áudio:

http://www.metropoles.com/brasil/politica-br/as-inconfidencias-mais-picantes-de-joesley-to-a-fim-de-comer-duas-velhinhas



Uma aula sobre um país que merece a leitura: Joesley um idiota útil, criação do sistema

Uma aula sobre um país que merece a leitura: Joesley um idiota útil, criação do sistema.

06/06/2017



Esse Joesley, coitado, é um idiota útil e até hoje não entendeu.
Cheio de si, alega que conhece e se adapta bem ao "sistema".
Não percebeu, coitado, que foi apenas usado por esse "sistema". 
Que foi uma criação do tal "sistema".
O "fenômeno" Joesley - que apareceu do nada e meteoricamente se transformou num dos homens mais ricos do Brasil - foi criado nos anos Lula à custa de dinheiro do BNDES.
Não percebeu, o pobre coitado, que estava sendo transformado apenas num operador. 
Um doleiro de luxo.
Casou com a moça bonita da televisão, viveu um período de opulência e glamour, porque precisavam colocá-lo numa posição acima de qualquer suspeita.
Mas o "sistema" estava ali, o tempo todo, de olho nele.
Estavam engordando o porco para depois devorá-lo.
O "sistema", neste caso, é uma seleção de políticos traiçoeiros que são donos do Brasil há anos.
Os caciques.
O "sistema" é suprapartidário. 
Todos eles sabiam que um imbecil feito o Joesley seria importante em algum momento.
O sujeito se transformou numa caderneta de poupança desses políticos e partidos.
Precisa ajudar o Lulinha! 
Chama o Joesley. 
Precisa de dinheiro para a campanha de fulano! 
Chama o Joesley. 
Precisa calar a boca do Cunha! 
Chama o Joesley. 
Precisa pagar o advogado do Aécio! 
Chama o Joesley.
Joesley era um caixa eletrônico ambulante de políticos e partidos, recheado de dinheiro nosso - seu e meu - desviado para inflar suas empresas.
Joesley, que se julga malandro, foi o otário de plantão para os políticos da velha guarda. 
Esses sim, ratazanas experientes.
Um malandro de verdade não teria caído nesse conto.
Joesley só percebeu que era o mais trouxa de todos no começo desse ano, quando começou a apertar para o seu lado.
Justo ele, que se imaginava amigo do rei, acima do bem e do mal, com acesso a toda essa "gente importante" que jamais teria conhecido. 
Joesley é um deslumbrado. O tempo todo fala de suas reuniões com os políticos como se fosse um igual. Se gaba da Ticiana, deslumbrado que também está de casar com uma sub-celebridade. 




Joesley é isso. 

Um ignorante, um trouxa, um deslumbrado que foi usado pelos políticos experientes até que percebeu que o "sistema" o tinha expurgado.
Aí começou a gravar tudo. Até o Temer.
Saiu com seu gravador vagabundo tentando se munir de provas que pudessem ser negociadas.
Foi então que encontrou o Janot.
Janot sabia que tinha os dias contados na PGR. 
E sabia quem era o verdadeiro Joesley. 
Sabia que poderia sair da PGR como o homem que derrubou a República. 
Era só fazer Joesley falar e mostrar suas gravações.
Então fechou aquele acordo de delação premiada de pai para filho. Joesley abriria o jogo e sairia livre.
Joesley, claro, acreditou. 
Afinal era o amigo do rei, o "sistema" veio salvá-lo, pensou.
Janot só não sabia de duas coisas:
1. Joesley não tem competência para incriminar ninguém. Ao contrário. Só ele se queima, porque o "sistema" é mais esperto. Nem comprar gravador ele sabe. Então o acordo acabou não servindo para nada, a não ser expor a estratégia de Janot e a safadeza de Joesley.
2. Que o "sistema" está, também, acima dele (Janot) e já havia corrompido até seu braço direito, Marcelo Miller, que já operava ao lado de Joesley.
O "sistema" é mais poderoso que Janot, Joesley, você e eu.
O "sistema" ferrou o Joesley, o Janot e o Marcelo Miller.
E está aos poucos esvaziando a Lava Jato.
Mas isso a gente sabia.
E talvez justamente por isso a gente não bate mais panelas nem sai as ruas.
Inconscientemente aprendemos que somos todos Joesleys: trouxas que o "sistema" utiliza nas eleições e depois dispensa.
Só não ficamos ricos, nem casamos com a Ticiana.
da Redaçãohttp://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/6930/uma-aula-sobre-um-pais-que-merece-a-leitura-joesley-um-idiota-util-criacao-do-sistema
N.B. ME FEZ LEMBRAR DO MINISSÉRIE ''AVENIDA PAULISTA'' (GLOBO) EXIBIDO NO ANO DE 1982.
A história começa quando bancário Alexandre Torres se aproveita de uma falha no computador, e desvia CR$ 10 milhões. Descoberto o crime, o presidente do Banco Scorza, Frederico Scorza o promove, pois em breve pretende usar o funcionário como responsável pela falência de uma de suas empresas. Para isso, conta com a ajuda de uma das executivas do banco e sua amante, Paula Alencar, que se envolve com Alex, a mando de Frederico, pois percebe que Juliana, esposa de Alex, pode atrapalhar seus planos. Porém a situação muda, quando Frederico rompe seu caso com Paula, que para se vingar conta a verdade a Alex, juntando-se a ele para roubar a fortuna e as ações de Scorza.[2][3]
Começam então, a chantagear os executivos do Grupo Scorza. Rodrigo e Edgar, irmãos de Scorza são os primeiros. Após o descobrimento de um desvio de dinheiro, Alex e Paula chantageiam os irmãos e assim conseguem informações confidenciais. Depois induzem Sérgio ao suicídio, quando este fica sabendo não ser filho de Frederico e Alice. Por fim, fazem com que Eduardo perca a herança da família Scorza; e envolvem Albino, noivo de Anamaria num escândalo, desmoralizando-o e, facilitando uma aproximação de Alex com Anamaria, que algum tempo depois se casam.[2][3]
Mas uma reviravolta acontece: Frederico é assassinado e todas suspeitas caem sobre Alex. Seu único álibi, é Paula que depõe contra Alex. O bancário é preso acusado de um golpe financeiro e de assassinato, enquanto Paula se encontra com Scorza vivo.
Fonte: Wikipedia.
#


quinta-feira, agosto 03, 2017

CHUPEM ESSA MANGA ATÉ O CAROÇO (Chapa Dilma_Temer)


Câmara rejeita denúncia contra Temer; veja como foi a votação

Deputados decidem nesta quarta sobre acusação por corrupção passiva contra o presidente Temer; Oposição precisa de 342 votos para que denúncia prossiga.


Veja/da redação.


Após quase 13h de trabalhos, a Câmara dos Deputados rejeitou a denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), por corrupção passiva, proposta pela Procuradoria-Geral da República (PGR). A decisão aprova o relatório do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) por uma margem menor do que a esperada: planilha do governo previa 303 votos “Sim”, mas o resultado final mostrou o apoio de 40 deputados a menos.
Parlamentares de estados ao Norte e ao Sul se alternaram ao microfone para dizer se estavam a favor do parecer de Abi-Ackel ou, ao contrário, votariam “Não”, defendendo o prosseguimento da acusação, como se posicionaram 227 deputados. A cada unidade da federação, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia(DEM-RJ), convocava nome a nome por ordem alfabética e, ao final, repetia a chamada dos que estavam ausentes. Entenda o rito da sessão que recusou a autorização para o STF processar o presidente da República.

http://veja.abril.com.br/politica/ao-vivo-acompanhe-a-sessao-que-analisa-a-denuncia-contra-temer/#

domingo, julho 23, 2017

Quem sabe o Lula tem um lugar na cruz mesmo, mas é o ladrão da esquerda". (Senador Magno Malta)




"Blasfêmia", diz Magno Malta sobre foto de Lula na cruz.

Objeto que compara Lula a Jesus está sendo exibido em protestos por todo país. 

Recém-chegado em Israel, nesta madrugada de sábado, mas conectado com o mundo, senador Magno Malta ficou indignado com a blasfêmia produzida pela militância petista, no Brasil, em praça pública, uma cruz com a imagem de Jesus, nosso Salvador, ao lado do ex-presidente Lula, que tem péssimos hábitos, saqueou o Brasil e que viralizou nas redes sociais.


"Acabei de chegar na Terra Santa, fui abrindo o Twitter e já vi uma imagem, no mínimo, hilária. Os esquerdopatas colocaram uma cruz na avenida com uma foto de Jesus e de Lula como se fosse perseguido pelo Moro. É brincadeira", disparou.

"Profundo conhecedor da história de fé e sangue da Terra Santa", declarou que essa foi mais uma "blasfêmia" produzida pela militância petista. "Jesus foi crucificado entre dois ladrões, o da direita a bíblia chama de Dimas e o da esquerda só chama de ladrão da esquerda. Quem sabe o Lula tem um lugar na cruz mesmo, mas é o ladrão da esquerda". 

Magno Malta não poupou o ex-presidente e fez duras críticas. "Quer comparar Jesus? Um sujeito abortista, que vive atrás de implantar no Brasil ideologias de gênero. Um bêbado, um fumante, Lula, você tem lugar na cruz, mas como ladrão da esquerda. Saqueou o país, roubou o BNDES, o fundo de pensão, saqueou a Caixa Econômica, distribuiu a riqueza do povo brasileiro com os ditadores da África, da América Latina e distribuiu com os seus filhos, seus meninos, que são milionários, e seus amigos que estão presos em Curitiba".

"De repente, você tem lugar na cruz mesmo. Para nós é hilário, mas nem tão triste assim porque ladrão da cruz, o ladrão da esquerda, certamente esse aí é você, finalizou o parlamentar.

quinta-feira, julho 13, 2017

Quem estava ao lado de Lula no primeiro discurso como condenado

Quem estava ao lado de Lula no primeiro discurso como condenado

No dia seguinte à condenação na Lava Jato, ex-presidente reuniu líderes petistas e de movimentos sociais na sede do PT, em São Paulo.


VEJA/João Pedroso de Campos
]

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez nesta quinta-feira seu primeiro pronunciamento como condenado na Operação Lava Jato pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Cercado de líderes petistas e de movimentos sociais na sede do PT, em São Paulo, Lula reiterou sua candidatura à presidência da República em 2018 para reagir à sentença de 9 anos e 6 meses de prisão aplicada a ele pelo juiz federal Sergio Moro.
“Se alguém pensa que, com essa sentença, me tirou do jogo, podem saber que eu estou no jogo. Até agora, eu não tinha reivindicado, mas agora eu reivindico do meu partido o direito de ser candidato a presidente”, afirmou, antes de declarar que lutará em três frentes para garantir seu nome na urna: “a briga jurídica, para poder ser candidato; a briga política, para ter o apoio do PT; e a briga das ruas”.
Lula discursou em pé durante 30 minutos, postado entre a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), ré em um processo da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção e lavagem de dinheiro, e o escritor Raduan Nassar, vencedor do Prêmio Camões de Literatura.
Além de Gleisi e Nassar, acompanharam a fala do ex-presidente na sede do PT líderes do partido no Congresso, como os deputados Carlos Zarattini (SP) e José Guimarães (PT-CE) e o senador Lindbergh Farias (RJ), além do presidente da sigla em São Paulo e ex-prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho.
O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, a presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Marianna Dias, e o diretor da Liga do Funk Bruno Ramos representaram os movimentos sociais alinhados ao PT.
Veja abaixo quem é quem na foto do primeiro discurso de Lula após a condenação:
(Miguel Schincariol/VEJA)
1. Deputado Léo de Brito (PT-AC)
2. Deputado Carlos Zarattini (PT-SP)
3. Deputada Benedita da Silva (PT-RJ)
4. Bruno Ramos (diretor da Liga do Funk)
5. Mariana Dias (presidente do UNE)
6. Vagner Freitas (presidente da CUT)
7. Senador Lindbergh Farias (PT-RJ)
8. Deputado José Guimarães (PT-CE)
9. Márcio Macedo (vice presidente nacional do PT)
10. Luiz Marinho (presidente do PT paulista)
11. Senador José Pimentel (PT-CE)
12. Ex-ministra Eleonora Menicucci (PT)
13. Deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ)
14. Senadora e presidente do PT Gleisi Hoffmann (PR)
15. Raduan Nassar (escritor)
16. Cristiano Zanin Martins (advogado de Lula)
17. Senador Paulo Rocha (PT-PA)
18. Ex-ministro Manoel Dias (PDT)

http://veja.abril.com.br/politica/quem-estava-ao-lado-de-lula-no-primeiro-discurso-como-condenado/

quarta-feira, junho 14, 2017

A afronta boçal sofrida por Míriam Leitão é obra de Lula


A afronta boçal sofrida por Míriam Leitão é obra de Lula

O chefão da seita aproveita o sermão de missa negra para atiçar os pit bulls que só rosnam quando agrupados em matilhas.


Augusto Nunes_VEJA

http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/a-agressao-bocal-sofrida-pela-jornalista-e-coisa-de-lula/


Devem ser debitadas no prontuário de Lula as violências sofridas neste 3 de junho pela jornalista Míriam Leitão, que voava de Brasília para o Rio a bordo de um avião infestado de fanáticos que haviam participado do congresso nacional do PT. Dois dias antes, durante o sermão da missa negra que encerrou a reunião, o único deus da seita atiçou as centenas de devotos com ataques ao Grupo Globo em geral e a Míriam em particular. A colunista e comentarista da empresa, segundo o cinco vezes réu da Lava Jato, sempre erra em desfavor da organização criminosa que, disfarçada de entidade política, por pouco não destruiu o país.
Ao toparem com a jornalista no aeroporto da capital, pit bulls que só esbanjam valentia quando agrupados em matilhas começaram a rosnar em coro. A sequência de afrontas ganhou dimensões mais repulsivas a bordo da aeronave da Avianca, cuja tripulação testemunhou passivamente o berreiro covarde sublinhado por gestos obscenos. Míriam suportou com altivez o constrangimento absurdo, relatado em sua coluna no Globo desta terça-feira, 13 de junho. Um trecho do artigo sugeriu a Lula que deixasse de citá-la nominalmente nas discurseiras que invariavelmente incluem incitações à selvageria.
A jornalista poderia ter incorporado à recomendação um fato relevante: neste 11 de junho, oito dias depois do espetáculo da boçalidade encenado acima das nuvens, o chefão recomeçou a ofensiva por terra na festa de posse de Luiz Marinho, ex-prefeito de São Bernardo rebaixado a presidente do diretório paulista do PT. “Por mais que determinados setores da imprensa tentem vender de manhã, à tarde e à noite que tá tudo maravilhoso, eu sinceramente não sei”, começa o torturador da verdade e do idioma no vídeo acima. “Eu se um dia… eu não posso nem falar de candidatura porque o Ministério Público já quer me processar por antecipação de campanha”.
E então a cabeça baldia recoloca na alça de mira a inimiga do Pai dos Pobres que virou Mãe dos Ricos: “Mas eu quero dizer que, se um dia, se Deus quiser e o povo brasileiro assim desejar e eu voltar, eu vou chamar a Míriam Leitão para ser minha ministra da Fazenda, porque eu nunca vi ninguém dar mais palpite errado do que essa mulher”, ironiza o homem fustigado por pesadelos em que aparecem celas, grades e placas com o nome da capital do Paraná. “Eu, sinceramente, não sei como é que a Globo mantém uma pessoa que não acerta uma. Quando a gente tava no governo, a crítica era pela desgraça, agora é tentando achar um jeito de vender alguma coisa que não existe. Então, me parece que eu preciso dar uma chance a essa moça”.
Caso se consumasse o convite, estaria configurada uma ofensa gravíssima à jornalista sem contas a acertar com a Justiça. Em seus dois mandatos presidenciais, o sitiante sem escritura teve apenas dois ministros da Fazenda. Ambos viraram casos de polícia. O primeiro foi Antonio Palocci, codinome Italiano, preso em Curitiba desde setembro passado. O segundo foi Guido Mantega, codinome Pós-Itália, ainda desfrutando da liberdade que perderá a qualquer momento. Como Lula.

quarta-feira, junho 07, 2017

O monstrengo que caiu no colo de Temer




1 Minuto com Augusto Nunes com Da Redação
http://veja.abril.com.br/tveja/1-minuto-com-augusto-nunes/o-monstrengo-que-caiu-no-colo-de-temer/

O monstrengo que caiu no colo de Temer

Acompanhe o comentário o comentário do colunista Augusto Nunes no '1 Minuto'


Lula, o pai do Brasil, teve em Dilma uma mãe de filme de horror. É uma eternidade para a nação governada por bandos de larápios, ineptos e cínicos desde janeiro de 2003.

#Augusto_Nunes

http://veja.abril.com.br/tveja/1-minuto-com-augusto-nunes/o-monstrengo-que-caiu-no-colo-de-temer/